Diretor: Paulo Menano

Workshop de identificação de aves e ciência-cidadã participantes de vários pontos do país

Mais de 20 participantes, oriundos de vários pontos do país, estiveram no concelho de Fornos de Algodres para participar na ação de formação de identificação de aves.

Nos passados dias 20 e 21 de junho, Fornos de Algodres recebeu a ação de formação de identificação de aves com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves e o Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens.
Durante dois dias foram percorridos trilhos pela Matança, Muxagata, Figueiró da Granja, Ponte de Juncais e Vila Ruiva, identificando a avifauna e dando a conhecer as nossas belas paisagens.
Segundo informa a autarquia, foram observadas aves únicas como o torcicolo, o papa-figos, o búzio-vespeiro ou grifos. Em comunicado o município refere ainda que o feedback foi “muito positivo por parte dos cerca de 20 participantes, oriundos dos diferentes pontos do país – do Porto a Olhão”.
Esta atividade foi articulada pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, o CERVAS-Aldeia e a Câmara Municipal de Fornos de Algodres e decorreu no âmbito do Protocolo de Cooperação entre o Município de Fornos de Algodres e o CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, assinado em fevereiro do corrente ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close