Mais Beiras Informação

Informação regional

Tapete rolante da Serra da Estrela é ilegal e terá de ser removido

O tapete rolante da Escola da Estância de Esqui da Serra da Estrela é ilegal e foi chumbado pelo estudo de impacto ambiental. A infra-estrutura terá de removida.

Construído ilegalmente em 2015, o tapete rolante na única estância de esqui em Portugal terá de ser retirado na sequência do estudo de impacto ambiental efectuado no passado mês de outubro pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) e pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Em causa está o elevado impacto ambiental. Recorde-se que o tapete rolante foi construído para substituir o telesqui que existia no local, mas ocupa uma área muito maior e, como transporta seis vezes mais pessoas, também o impacto dos esquiadores é maior.
O estudo de impacto ambiental agora divulgado concluiu que a preservação da área protegida, que faz parte da Rede Natura 2000, não foi acautelada: a cobertura de plantas que existia no local foi destruída durante a obra e a presença do tapete e quantidade de esquiadores não permite que recupere, para além de que também as linhas de água foram desviadas artificialmente.
Segundo a TSF, a Turistrela, empresa que faz a exploração turística da Serra da Estrela, vai ter de remover o tapete rolante da Escola da Estância de Esqui e fazer a recuperação ambiental do local. A TSF avança ainda que o processo de contraordenação já terá sido encaminhado para a entidade competente no Ministério do Ambiente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close