Diretor: Paulo Menano

Sabugal aposta no turismo judaico para captar visitantes

Os municípios do Sabugal e Belmonte (Castelo Branco) estão a apostar na dinamização do turismo judaico para captar visitantes e encaram o setor como uma nova esperança para o desenvolvimento do território.

O concelho do Sabugal encara o turismo judaico como uma forma de captar visitantes e uma nova esperança para o desenvolvimento do território. Neste concelho do distrito da Guarda foi criada em 2017, no âmbito da Rede de Judiarias, a Casa da Memória Judaica da Raia Sabugalense.
Segundo Marcos Osório, arqueólogo da Câmara do Sabugal, o concelho foi integrado na Rede de Judiarias por ser um território que, “especialmente após a expulsão dos judeus do Reino de Castela”, acolheu muitas comunidades que ali permaneceram “durante largo tempo”.
Já no município de Belmonte, distrito de Castelo Branco, existe uma das mais antigas comunidades judaicas do mundo, onde se encontram vários equipamentos relacionados com a vertente judaica, com destaque para um museu, que foi inaugurado em 2005 e renovado em 2017.
Segundo Susana Miranda, da Empresa Municipal de Belmonte, o Museu Judaico é um dos locais “mais visitados” da vila,”muito a par com o Museu dos Descobrimentos, por causa de Pedro Álvares Cabral e também da descoberta do Brasil”. O museu “tem um peso enorme em relação aos visitantes de Belmonte”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close