Diretor: Paulo Menano

Médico pede três milhões de euros ao Hospital da Guarda

Médico de oftalmologia, Henrique Fernandes foi alvo de um processo disciplinar em 2011 que originou a demissão do Hospital da Guarda. Por imposição do tribunal foi readmitido ao serviço no início deste ano e reclama agora uma indemnização de 3 milhões de euros.

Na sequência de um processo disciplinar, o oftalmologista foi demitido oito anos pelo Conselho de Administração (CA) do Hospital da Guarda por efetuar serviços no setor privado enquanto estava de baixa do hospital.
Por indicação do tribunal, Henrique Fernandes foi readmitido ao serviço em e exige uma indemnização de 3 milhões de euros.
O médico alega que o Conselho de Administração abriu o processo depois de ultrapassado o prazo legal. Oito anos depois, o Tribunal Administrativo de Castelo Branco deu-lhe razão. Segundo o Correio da Manhã, o Hospital da Guarda, através dos  serviços jurídicos, estará “a preparar uma contraproposta” e que “o atual CA encara a reintegração do médico como o cumprimento de uma decisão judicial”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close