Diretor: Paulo Menano

GuardaSmart.City fomenta desenvolvimento e combate à Interioridade

O Município da Guarda apresenta esta terça-feira, 18 de junho, nos Paços do Concelho, o Projeto “Guardasmart.City – Investimento, Talento e Progresso Sustentável”, com o qual a autarquia pretende “juntar as forças vivas da cidade e envolver a comunidade no mesmo desígnio: garantir um futuro para a Guarda com desenvolvimento económico e progresso social de forma inteligente e sustentável”.

No âmbito do projeto de “Cidade Inteligente”, o Município da Guarda apresenta esta tarde o Projeto “Guardasmart.City – Investimento, Talento e Progresso Sustentável”, que “pretende juntar as forças vivas da cidade e envolver a comunidade no mesmo desígnio: garantir um futuro para a Guarda com desenvolvimento económico e progresso social de forma inteligente e sustentável”.
A sessão decorrerá durante a tarde nos Paços do Concelho e vai juntar oradores internacionais que vão debater “as potencialidades do concelho e as formas de atrair e fixar investimentos e obter financiamentos para promover um futuro sustentável da Guarda”.
O GuardaSmart.City, que tem já uma plataforma on-line (http://guardasmart.city/pt-pt/) será o elo de ligação entre a inovação, estratégia e ação, promovendo o município internamente e externamente e, ao mesmo tempo, interagindo com os restantes stakeholders e forças vivas, bem como outros parceiros estratégicos, que têm igualmente um papel primordial no futuro do concelho, no seu desenvolvimento harmonioso, sustentável e sólido.
Com este projeto pretende-se delinear  “uma estratégia de captação e retenção de investimento e talento é uma das grandes prioridades. Essa estratégia consistirá, em primeiro lugar, na criação de uma estrutura transversal a todos os setores e departamentos municipais, que irá desenvolver conteúdos, propostas, pareceres e coordenar toda a informação relacionada com as temáticas da smart city que são já vastas e presentes em todas as áreas da governação municipal, desde a tecnologia propriamente dita, até à cultura, passando pela energia, mobilidade, turismo, educação, ambiente, economia e social”, refere a autarquia em comunicado de imprensa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close