Mais Beiras Informação

Informação regional

Guarda, Gouveia, Pinhel, Seia e Foz Côa são Municípios “amigos das famílias”

Os municípios da Guarda, Gouveia, Pinhel, Seia e Vila Nova de Foz Côa foram novamente distinguidos por adoptarem políticas efectivas de apoio às famílias, uma distinção atribuída pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR). Os cinco municípios terão direito a “bandeira com palma” por receberem o prémio por três ou mais anos consecutivos.
Setenta autarquias a nível nacional foram distinguidas e vão receber a bandeira verde que as caracteriza por serem Municípios “amigos das famílias”. No distrito da Guarda, Guarda, Gouveia, Pinhel, Seia e Vila Nova de Foz Côa foram novamente distinguidos por adoptarem políticas efectivas de apoio às famílias e vão receber o prémio no próximo dia 21 de novembro, em Coimbra.
Sete das autarquias distinguidas já recebem a “bandeira verde” há 10 anos, desde o início da sua atribuição, pelo que este ano receberão um galardão especial. São eles os municípios de Angra do Heroísmo, Cantanhede, Torres Novas, Torres Vedras, Vila de Rei, Vila Real de Santo António e Vila Real. Guarda, Gouveia, Pinhel, Seia e Vila Nova de Foz Côa terão direito a “bandeira com palma” por receberem o prémio por três ou mais anos consecutivos.
Numa nota de imprensa, o OAFR salientou que 2018, com 130 municípios, foi o ano com maior número de participantes no seu inquérito anual e que 70 deles foram distinguidos com a “bandeira verde” por práticas efectivas de apoio às famílias.
De acordo com Isabel Paula Santos, responsável pelo Observatório, a distinção justifica-se porque estas Câmaras «foram absolutamente inovadoras quando iniciaram as práticas de apoio às famílias», como «os tarifários familiares da água, os bancos de manuais escolares, os ATL gratuitos, as redes de transportes e outras iniciativas que, à época eram verdadeiramente pioneiras».
O inquérito do Observatório avalia iniciativas dos municípios em 12 áreas: o apoio prestado à maternidade e paternidade, o apoio às famílias com necessidades especiais, medidas de conciliação entre trabalho e família, serviços básicos, educação, habitação, transportes, saúde, cultura, desporto e tempo livre e participação social.
O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis foi criado em 2008 pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas e tem como principais objectivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close