Diretor: Paulo Menano

Fibra ótica nas Aldeias Históricas permite potenciar capacidade turística

A instalação de fibra ótica, pela Altice Portugal, nas 12 Aldeias Históricas do país, permite potenciar a capacidade turística e a sua descoberta “pelo mundo”. A afirmação foi feita pelo ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira.

A Altice Portugal instalou o serviço de fibra ótica nas 12 Aldeias Históricas de Portugal. Um serviço que para Pedro Siza Vieira vai permitir “potenciar a capacidade turística e a sua descoberta “pelo mundo”.
O ministro Adjunto e da Economia falava no final da sessão de assinatura de um protocolo de parceria tecnológica entre as Aldeias Históricas de Portugal e a Altice Portugal e de apresentação do projeto de infraestruturação em fibra ótica de nova geração da rede de Aldeias Históricas de Portugal que decorreu em Figueira Castelo Rodrigo.
“E, por isso, quando hoje ligamos, finalmente, a rede [das Aldeias Históricas de Portugal] à rede da fibra ótica nacional, estamos, de facto, a assinalar um momento importante que, julgo eu, vai capacitar ainda mais estas regiões para serem descobertas pelo mundo e pelos visitantes que nos procuram cada vez mais”, rematou.
O presidente executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, disse que a empresa está a fazer um “investimento significativo” para dotar, até setembro, cerca de seis mil casas das 12 Aldeias Históricas, com fibra ótica.
Referiu que o projeto, já iniciado, de infraestruturação em fibra ótica de nova geração da rede de Aldeias Históricas de Portugal, representa um investimento superior a um milhão de euros, mas que “está inserido num projeto de dois mil milhões de euros” que a empresa fez nos últimos quatro anos. Segundo Alexandre Fonseca, o projeto é “mais um” dos vários que a Altice tem desenvolvido nos últimos anos no interior do país.
O responsável referiu ainda que a ligação das Aldeias Históricas à rede nacional de fibra ótica é “decisivo para setores de atividade como o turismo, mas também para o agroalimentar e para outras áreas de inovação tecnológica que se querem desenvolver” nas regiões abrangidas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close