Diretor: Paulo Menano

Deputados do PSD de Viseu questionam o Ministro da Agricultura sobre forte intempérie ocorrida nos concelhos de Lamego, Armamar e Resende

Um acidente climático bastante adverso, caracterizado por uma persistente chuva torrencial e granizo, ocorrido a meio da tarde de ontem, originou elevados prejuízos agrícolas, especialmente nos pomares de maçã e cereja e outras culturas destinadas a autoconsumo dos próprios agricultores, nas freguesias de Lalim, Cepões, Meijinhos, Melcões, Várzea de Abrunhais, Britiande e em Alvelos da freguesia da Sé, do concelho de Lamego, nas freguesias de Armamar, Aricera, Goujoim, São Cosmado e São Martinho das Chãs do concelho de Armamar e nas freguesias de São Martinho de Mouros e Paus do concelho de Resende.

Nas propriedades agrícolas mais fustigadas por esta forte intempérie, a perda da produção foi muito significativa, tendo esses estragos, em alguns casos, sido de tal monta que colocaram em causa a produção dos anos seguintes.
Perante a dimensão dos prejuízos causados por este acidente climático e suas consequências económicas e sociais, impõe-se que o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural não se fique pela mera avaliação dos prejuízos. De facto, de que servem essas avaliações se elas se revelarem totalmente inconsequentes? Talvez elas se compreendam numa perspetiva de propaganda, mas não resolvem rigorosamente nada aos agricultores afetados.
Acresce que, nesta região, estes fenómenos climáticos são cada vez mais frequentes, o que deixa antever uma maior incerteza na atividade agrícola futura.

É certo que a queda de granizo e chuva são riscos cobertos pelos seguros agrícolas financiados pela União Europeia, mas também é certo que as indemnizações pagas pelas seguradoras ficam muito longe do valor real dos prejuízos.
Neste contexto, exige-se da parte do Governo, e do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural em particular, que cumpra a sua obrigação de defesa dos agricultores e equacione a implementação das medidas de apoio que se impõem.

É neste sentido que, ao abrigo das disposições legais e regimentais aplicáveis, os deputados do PSD eleitos pelo círculo eleitoral de Viseu vêm questionar o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, nos seguintes termos:
1. Na sequência da avaliação dos prejuízos, está o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural a preparar alguma medida de apoio aos agricultores afetados pela intempérie referida?
2. Em caso de resposta afirmativa, que medidas de apoio estão a ser preparadas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close