Diretor: Paulo Menano

COMO AGIR EM SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIA, EM FORNOS DE ALGODRES

A APSCD de Fornos de Algodres promoveu ontem dia 30 de Janeiro pelas 18h, a ação de sensibilização na área da Saúde Infantil, com o tema “Como agir em Situações de Emergência”. A ação esteve sob a orientação do enfermeiro/parteiro Jó Andrade da ULS Guarda. Jó Andrade trouxe 4 temas muito correntes do dia-a-dia das nossas crianças, a OVA (obstrução da via aérea), as hemorragias mais propriamente a Epistaxe, queimaduras e as convulsões. Perante estes temas, começou por explicar cada um deles e como proceder em caso de emergência.

A causa mais comum de emergências respiratórias é a obstrução das vias aéreas superiores – um corpo estranho bloqueando o nariz, o fundo da boca ou a área ao redor da laringe. As vias aéreas superiores podem ser bloqueadas por alimentos, pequenos objetos ou líquidos, incluindo saliva, muco, sangue ou vômito.

A obstrução pode ser parcial ou completa. Se for somente parcial, a vítima conseguirá tossir e poderá haver um ruído semelhante a um ronco quando ela respira. Se a troca de ar for razoavelmente boa, incentivar a vítima a tossir e expelir o corpo estranho. Monitorar cuidadosamente a vítima, observando os seguintes sinais de redução da passagem de ar:

⦁ Tosse fraca e improdutiva;
⦁ Chiado alto durante a inalação;
⦁ Dificuldade durante a respiração;
⦁ Agarrar a garganta com as mãos;

Os sinais de obstrução completa das vias aéreas são:

⦁ Incapacidade de falar, gemer, tossir ou gritar;
⦁ Ausência de sons respiratórios;
⦁ Uso intenso dos músculos necessários para a respiração – narinas dilatadas, pescoço e músculos faciais contraídos;
⦁ Inquietação, ansiedade e confusão progressivas;
⦁ Ausência de resposta;

Deve-se estar preparado para prestar atendimento de emergência em qualquer caso de obstrução completa das vias aéreas. Acionar o serviço médico de urgência e, em seguida, iniciar a manobra de Heimlich.

Epistaxe é o nome dado a qualquer tipo de perda de sangue pelo nariz. Se estiver apresentando um sangramento, inicialmente mantenha a clama, a maioria das epistaxes melhoram espontaneamente em alguns minutos e não necessitam de atendimento médico de urgência.

 

 

 

O que fazer, aperte o nariz por alguns minutos, sente-se de forma ereta, não levante e nem abaixe a cabeça. Pode-se colocar um algodão dentro da narina e depois continuar a compressão por pelo menos 5 a 10 minutos. Após cessar o sangramento, não force para assoar o nariz pois poderá provocar novo sangramento. Não introduza nada nas narinas. Não tente limpá-las.

Hemorragia externa: É o tipo de sangramento exterior ao corpo, ou seja, que é facilmente visível. Pode ocorrer em camadas superficiais da pele por corte ou perfurações, ou mesmo atingindo áreas mais profundas através de aberturas ou orifícios gerados por traumas. Pode ser contida, utilizando técnicas de primeiros socorros.

O que fazer em casos de hemorragia?

Se visualmente a hemorragia for muito grave ligar para a emergência, enquanto eles não chegam vão fazendo estes processos.
* É necessário manter e transmitir a calma diante da situação, passando à vítima confiança;
*Deite a pessoa em posição horizontal, pois facilita a circulação sanguínea entre o coração e o cérebro;
* Aplique sobre o corte, perfuração ou ferimento, uma compressa com gaze, ou um pano limpo (se possível antes, use luvas descartáveis, a fim de evitar possíveis contaminações), fazendo uma pressão firme sobre o local com uma ou com as duas mãos, ou mesmo com um dedo, ou ainda uma ligadura, dependendo do tamanho e do local do ferimento;
* Se o pano ou gaze ficar encharcado com sangue, este não deve ser trocado, mas mantido no lugar e colocado outro por cima, para não interromper o processo de coagulação do sangue que está sendo contido;
* Continuar a compressão até que a hemorragia estanque (no mínimo 10 min.);
* Em seguida, faça uma ligadura compressiva (que é um curativo bem preso e com certa pressão sobre a região afetada) no local da hemorragia.
* Durante todo esse processo, deve-se manter a vítima calma e acordada, não dar nada para comer ou para beber e mantê-la aquecida.

Já as queimaduras, outro dos temas, podem ser provocadas por qualquer substância quente que entre em contacto com a pele, mas são os líquidos (ex.: água do banho, leite) e objetos quentes os responsáveis pela maioria das situações. No entanto, não podemos esquecer que o sol, o fogo, a energia elétrica, os produtos químicos e até o frio podem ser também causas de queimaduras. Nos primeiros quatro anos de vida, as queimaduras térmicas, as chamadas “escaldadas”, predominam. A partir dessa idade as queimaduras com fogo são as mais comuns.

Classificação:
As queimaduras dividem-se consoante a profundidade da lesão causada na pele, em três graus:
• 1.º grau: só está envolvida a camada mais superficial da pele, a chamada epiderme. Estas queimaduras são geralmente muito vermelhas e dolorosas, curam em três a seis dias e não deixam cicatriz.
• 2.º grau: envolvem a epiderme e a camada em baixo, a derme. Nestes casos há formação de bolhas, são dolorosas e demoram entre 7-21 dias até estarem curadas, podendo deixar cicatriz.
• 3.º grau: há destruição total da epiderme e derme. Geralmente não são dolorosas porque há destruição dos nervos, e não curam espontaneamente, necessitando muitas vezes de enxertos de pele. Geralmente deixam cicatriz extensa.
Após a classificação da queimadura em graus deve fazer-se uma estimativa da extensão de corpo queimada para que possa decidir-se como e onde se vai tratar a criança. Isto é, qual o tratamento que vai ser feito à queimadura e também se vai ter de ficar no hospital, se pode ser tratada em casa ou ainda se tem de ser transferida para uma unidade de queimados.


Como agir perante uma criança queimada?
No caso de se tratar de uma queimadura pouco extensa do 1.º grau, que considera não necessitar de cuidados especializados, deve:
1. Retirar a roupa queimada.
2. Lavar com água fria (não gelada), ou colocar compressas úmidas sobre a queimadura, se a compressa ficar demasiado cheia de sangue não retire, coloque outra por cima.
3. Não colocar manteiga, gordura, pó ou qualquer outro produto sobre a queimadura, aplique hidratante ou o que o medico receitar apenas.

As convulsões são as mais aparatosas mas as que em menos podemos ajudar. Elas são contrações musculares violentas, involuntárias e rítmicas que afetam uma grande parte do corpo. Em recém-nascidos, as convulsões podem ser difíceis de reconhecer. Os recém-nascidos podem apertar os lábios ou mastigar involuntariamente. Os seus olhos podem parecer que estão a olhar em direções diferentes. Eles podem periodicamente perder as forças. Em bebês mais velhos ou crianças pequenas, uma parte ou todo o corpo pode agitar-se, mover-se espasmodicamente ou enrijecer-se. Os membros podem mover-se sem propósito. As crianças podem ficar com o olhar fixo ou ficar confusas.

Quando uma criança apresenta uma convulsão, os pais ou outros cuidadores devem realizar as seguintes ações para tentar proteger a criança contra lesões:

Deitar a criança de lado no chão;

Manter a criança afastada de possíveis riscos (tais como escadas ou objetos pontiagudos);

Não colocar nada na boca da criança nem tentar segurar a língua da criança, pois o que colocar pode partir e ferir gravemente a criança, e se colocar os seus dedos sujeita-se a perder um.

Após o término da convulsão, fazer o seguinte pode ajudar:

Ficar com a criança até ela despertar totalmente;

Verificar se a criança está respirando e, caso a respiração não seja evidente, iniciar respiração boca-a-boca (tentar a reanimação cardiorrespiratória enquanto a criança está tendo convulsões é uma medida desnecessária e pode lesionar a criança e a pessoa que tenta realizá-la);

Não dar nenhuma comida, líquido ou medicamento pela boca até a criança despertar completamente;

Deixar a criança descansar, dormir se necessário.

Uma ambulância deve ser chamada caso a convulsão dure mais que cinco minutos, caso a criança se machuque durante a convulsão, ou tenha dificuldade para respirar após a convulsão, ou se outra convulsão ocorrer imediatamente depois. Todas as crianças devem ser levadas ao hospital sempre que tem uma convulsão.

Deve sempre Ligar para o saude 24, pois auxiliam e quando chegar ao hospital, já estará alguém a sua espera e com os dados do episodio de urgência. Em casos graves ou muito graves ligue 112.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close