Diretor: Paulo Menano

CERIMÓNIA DE INSTALAÇÃO DOS NOVOS ÓRGÃOS AUTÁRQUICOS DO MUNICÍPIO DE FORNOS DE ALGODRES

Realizou-se no passado dia 20 de outubro, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, a tomada de posse nos novos órgãos autárquicos.

Deu início à sessão de tomada de posse o eleito mais votado, Carlos Manuel Andrade Costa, sendo este o candidato que obteve um maior número de votos, em virtude da ausência do anterior Presidente da Assembleia Municipal, José Miranda. Foi dada assim posse aos vereadores Bruno Costa, Joaquina Domingues, Alexandre Lote, Rita Silva e a Manuel Fonseca, Presidente da autarquia.

No uso da palavra Manuel Fonseca o reeleito à Presidência da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, menciona:

 “Dirijo a minha primeira saudação a todos os fornenses que no dia 1 de outubro cumpriram mais uma jornada que só é possível no País Democrático.

No dia 1 de outubro o Partido Socialista teve uma vitória expressiva que se traduziu na vitória na Câmara Municipal e na Assembleia Municipal.

Esta vitória traduziu-se também no aumento do número de mandatos tanto na Assembleia Municipal como na Câmara Municipal.

Também houve um aumento de Juntas de Freguesia apoiadas pelo Partido Socialista.

Nas 12 freguesias do concelho o Partido Socialista ganhou em 11 freguesias para a Câmara Municipal.

Este é um resultado que tem uma leitura clara, os Fornenses fizeram uma avaliação positiva do trabalho desenvolvido por nós nos últimos quatro anos.

Foram anos difíceis em que tivemos que resolver vários dossiers nomeadamente a renegociação da dívida através do FAM. No entanto sempre nos preocupámos com as pessoas sendo essa a nossa prioridade.

Esta vitória aumenta em muito a nossa responsabilidade.

Os Fornenses esperam mais de nós pelo que não os podemos defraudar.

Sabemos e conhecemos os grandes constrangimentos que um concelho de baixa densidade como Fornos de Algodres apresenta, pelo que é imperioso apresentar soluções no sentido de criar riqueza para que mais pessoas se fixem em Fornos.

A Zona Industrial de Juncais cujo projeto de loteamento se encontra na fase final, tem que criar condições para que empresas se possam instalar criando emprego, criando riqueza.

Vamos ter que continuar a apoiar os nossos agricultores. Nos últimos anos jovens agricultores instalaram-se em Fornos em áreas tão diversas como a criação de mirtilos e framboesas, a apicultura é neste momento uma atividade já com alguma dimensão, tem-se investido na produção do queijo de cabra. O Queijo Serra da Estrela vai continuar a ser a nossa bandeira. Com as nossas Feiras do Queijo conseguimos com o nosso sucesso promover este produto com dimensão internacional, no entanto é preciso neste momento investir na produção. Precisamos que novos produtores do Queijo da Serra se instalem no nosso território. O Governo e a Autarquia têm que ter um papel fundamental na ajuda à instalação de novos produtores.

Temos o privilégio de viver num dos concelhos mais bonitos do distrito da Guarda. Temos um vasto património cultural e natural que é necessário divulgar. No âmbito do CIMBSE (Comunidade Internacional Beiras e Serra da Estrela) através da candidatura apresentada vamos potenciar este enorme filão que é o nosso património natural.

Temos aldeias lindíssimas, é preciso investir de forma ordenada para que haja novas condições de atratividade.

Queremos que o PROVERE Aldeias de Montanha seja alargado a outras aldeias além de Algodres e Figueiró da Granja.

Vamos ter que requalificar o nosso mercado municipal no âmbito da CIM. Na área da Regeneração Urbana temos financiamento assegurado para fazer uma intervenção relevante no mercado municipal.

Todas estas intervenções só terão sucesso se cuidarmos bem muito bem do nosso ambiente.

Temos neste momento graves problemas em praticamente todas as estações de tratamento das nossas aldeias.

É objetivo prioritário no Município, intervir em todas as estações de tratamento.

Felizmente o concelho de Fornos de Algodres tem neste momento uma Sociedade Civil dinâmica que se traduz em instituições como a Santa Casa da Misericórdia, a Associação Promoção Social Cultural e Desportiva de Fornos de Algodres e todas as outras IPSS´S que de forma eficaz têm cumprido a sua missão.

A Associação Desportiva de Fornos de Algodres tem feito um trabalho exemplar não só na promoção do Concelho de Fornos, mas essencialmente na formação de jovens atletas.

A Associação Humanitária dos B.V.F.A. tem sem sombra de dúvidas sido o garante da Proteção Civil neste Concelho.

Fui testemunha este fim-de-semana do trabalho dos bombeiros que de forma profissional e valente conseguiram que o incêndio não tivesse a proporção de outros concelhos.

O Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres tem tido um papel fundamental na educação e na estreita ligação com a Câmara Municipal.

A Câmara está naturalmente disposta a continuar a trabalhar com todas estas instituições.

As Juntas de Freguesia tiveram e vão continuar a ter um papel fundamental em todo este processo que fizemos em algumas Freguesias, iniciáticas e pequenas obras eu melhoraram significativamente a vida das populações.

Vamos continuar a fazer esse trabalho com todos. Vamos agendar já reuniões para que no próximo orçamento estejam registadas obras e iniciativas que os Presidentes de Junta achem pertinentes.

Caso assim o entendam vamos delegar mais competências nas Juntas de Freguesia, acompanhadas necessariamente da respetiva almofada financeira.

Guardo como uma das últimas referências o Projeto Fornos Vida. Este é um projeto emblemático deste concelho, vamos continuar a trabalhar com os nossos idosos, com novas iniciativas, novos projetos pois eles são a nossa referência e não nos vamos esquecer deles.

Aos funcionários da Câmara Municipal quero dizer que eles são um valor seguro que devemos continuar a valorizar.

Caras e Caros Fornenses este é um período de responsabilidade em que cada um deverá assumir a sua.

Cabe naturalmente à oposição exercer o seu papel, que espero que seja construtivo.

A nós Executivo Camarário temos aqui um papel fundamental, as pessoas esperam muito de nós, temos que ser pragmáticos.

Os Fornenses querem que nós resolvamos problemas e não nos escondamos atrás de qualquer narrativa.

Os Fornenses irão avaliar o nosso trabalho nos próximos quatro anos e tenho a vontade indomável de não os desiludir.

Já provamos que conseguimos fazer coisas bonitas no Concelho de Fornos de Algodres, apesar das vicissitudes e dificuldades porque passámos.

É com espirito de compromisso que acreditamos que a missão de trabalhar com as pessoas será cumprida.

Conto com todos vós porque o objetivo é tornar este concelho mais próspero e tornar-se uma terra de referência no panorama Regional.”

De seguida tomaram posse os elementos da Assembleia Municipal, Carlos Costa, Rui Viçoso, António Rocha, Manuel Santos, José Veiga, Luís Fonseca, Nélio Sequeira, Fernando Melo, Tiago Andrade, Pedro Lucas, Rui Santos, Artur Oliveira, Porfírio Paraíso, Nuno Marques, João Costa, Delfim Rodrigues, António Júlio Oliveira, Álvaro Santos, António Gomes, Daniel Andrade, Luís Reis, Maria João Albuquerque, José Nunes, Vítor Dias, Rui Gomes e Augusto Carvalho.

Após a tomada de posse Carlos Costa convidou Rui Viçoso do PSD e Pedro Falcão do CDS para secretariarem a mesa, para assim ser instalada a Assembleia Municipal.

Apenas concorreu à mesa da Assembleia uma lista apresentada pelo partido Socialista, composta por Carlos Costa, António Rocha e Manuel dos Santos, tendo obtido num universo de 26 votos, 23 votos a favor e 3 abstenções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close