Mais Beiras Informação

Informação regional

Bastonário alerta para futuro incerto dos 235 novos médicos

235 novos médicos médicos vão especializar-se sem garantia de contrato no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Esta quarta-feira, durante a sessão de integração dos novos clínicos, o bastonário da Ordem dos Médicos referiu-se às “deficiências como as que se veem na Guarda e em hospitais de referência”.

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, assistiu à sessão de integração de 235 jovens médicos que esta quarta-feira decorreu em Coimbra, e que representa uma nova fase da formação dos clínicos, cujo futuro é incerto, caso o SNS não abra vagas de especialidade.
Na ocasião, o bastonário referiu-se às “deficiências como as que se veem na Guarda e em hospitais de referência”.
“A falta de contratação de médicos especialistas põe a nu deficiências como as que se veem na Guarda e em hospitais de referência, como de Lisboa Norte, a Maternidade Alfredo da Costa ou o Hospital da Estefânia”, alertou Miguel Guimarães.
“É a chamada política ‘Centeno’ nas áreas de proximidade, com o défice próximo do zero, mas que enfraquece o SNS e prejudica o utente”, alertou o bastonário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close