Diretor: Paulo Menano

ACADÉMICO DE VISEU REAGE À DECISÃO DO CONSELHO DE DISCIPLINA DA FPF

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa Futebol decidiu aplicar uma multa pela infração do Santa Clara por não ter inscrito, pelo menos, dois jogadores com menos de 23 anos nas fichas dos encontros com o União da Madeira, Gil Vicente e Varzim. Fica, para já, de fora a possibilidade de perda de pontos, confirmando a subida dos açorianos à Primeira Liga.

O Santa Clara terá de pagar 6.210 euros por cometer sete infrações: não incluir nas fichas técnicas dos três jogos acima referidos dois jogadores com idade até 23 anos; não ter reduzido, naqueles três jogos, para 17 o número de jogadores inscritos na ficha; e não ter cinco jogadores com idade até 23 anos inscritos no plantel a partir do mercado de inverno.

Perante esta decisão, Académico de Viseu reage em comunicado:

“Vem a Administração do Académico de Viseu Futebol Clube, SAD, informar os seus associados que tem acompanhado muito de perto e interessadamente o desenrolar do processo que opõem o Clube de Futebol União da Madeira – Futebol SAD, enquanto participante, ao arguido Santa Clara Açores – Futebol SAD, no qual existe matéria divergente no que respeita à decisão relativa ao jogo disputado entre ambas as equipas e que culminou com a derrota dos madeirenses, num processo que os mesmos consideram irregular.
De acordo com o processo disciplinar instaurado pelo Clube de Futebol União da Madeira – Futebol SAD, resultou uma tomada de decisão do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol que apenas puniu o arguido Santa Clara Açores – Futebol SAD com uma sanção equivalente a uma multa de 174 (cento e setenta e quatro) UC, isto é, 6.210.00 (seis mil duzentos e dez) euros.
Esta condenação não satisfaz, de todo, as pretensões do Clube de Futebol União da Madeira – Futebol SAD. No entender do clube madeirense deverá o, arguido, Santa Clara Açores – Futebol SAD, ser punido com subtração de pontos de acordo com o estipulado nos correspondentes artigos para os quais remete a infração cometida pelo clube açoriano.
Porque a posição do departamento jurídico liderado pelo Académico de Viseu Futebol Clube, SAD, partilha do mesmo entendimento do Clube de Futebol União da Madeira – Futebol SAD, vai o Académico de Viseu Futebol Clube SAD, conjunta e solidariamente aliar-se ao União da Madeira, no sentido de recorrer para as instâncias jurídicas legais em vigor, com o objetivo único de repor a verdade desportiva que encerra este processo”.

Fonte:Radio desporto nas Beiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você está a concordar com a utilização de cookies. mais informação

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close